Equipes da ONU respondem a terremoto mortal no oeste do Nepal

Equipes da ONU respondem a terremoto mortal no oeste do Nepal


As equipas das Nações Unidas no Nepal estão a responder ao devastador terramoto no oeste do país, entre relatos de que mais de 150 pessoas foram mortas e centenas de outras ficaram feridas.

O poderoso terremoto de magnitude 6,4 atingiu os remotos distritos rurais de Rukum e Jajarkot pouco antes da meia-noite de sexta-feira, horário local, enquanto as famílias dormiam em suas casas, em sua maioria de tijolos de barro, prendendo muitas pessoas sob os escombros. Desde então, vários tremores secundários foram relatados.

Situação atual e resposta da ONU

O choque foi sentido na capital, Katmandu, a cerca de 510 quilómetros de distância. As pessoas saíram às pressas das suas casas, com as memórias dos terramotos mortais de Abril e Maio de 2015 ainda muito presentes.

Os terramotos de 2015 causaram quase 9.000 mortes, destruíram ou danificaram gravemente mais de 500.000 casas e reduziram cidades, escolas, hospitais e locais históricos centenários a escombros.

De acordo com o Escritório das Nações Unidas para Assuntos Humanitários, Ocha, o acesso a Jajarkot está supostamente obstruído por deslizamentos de terra provocados pelo terremoto. Esforços estão em andamento para reabrir a estrada.

A maior parte dos danos até agora foi relatada em Jajarkot e Rukum. O governo mobilizou helicópteros do exército para busca e salvamento e enviou pessoal médico adicional para hospitais regionais e de campanha.

As necessidades imediatas incluem apoio médico, resposta a traumas, extração de pessoas presas sob os escombros e evacuação das pessoas afetadas para locais mais seguros. O inverno iminente destacou a necessidade crítica de vestuário e abrigo, cuidados de saúde e alimentação.

Foto cortesia de Prakash Kumar Shahi, Diretor Jurídico, Município de Bheri, Jajarkot

Casas danificadas pelo terremoto de magnitude 6,4 que atingiu o oeste do Nepal em 3 de novembro

Vulnerabilidades agravadas

As agências da ONU intensificaram a resposta, com o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, a enviar equipas de ajuda humanitária e suprimentos, incluindo cobertores e lonas.

A Organização Mundial da Saúde, OMS, também está a mobilizar uma resposta, enquanto o Centro de Satélites da ONU, Unosat, foi activado para realizar avaliações remotas de danos através da análise de imagens de satélite.

Este é o maior terremoto a atingir o Nepal desde o terremoto de magnitude 7,3 em 2015, e é o mais recente de uma série de tremores que atingiram o oeste do país no ano passado.

“O impacto deste último terramoto está, portanto, a agravar as dificuldades e vulnerabilidades das comunidades que ainda estão a recuperar de choques anteriores em áreas onde já prevaleciam indicadores socioeconómicos baixos e mecanismos de resposta sobrecarregados”, disse Ocha.



globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo

Link. Direct hire fdh. Itコンサルタント必見!フリー案件を一括紹介【it consult ant bank】.