Joelhos saudáveis para toda vida: seis hábitos para prevenir problemas – Jornal Estado de Minas



O joelho é uma articulação complexa responsável por sustentar o corpo e absorver impactos, muito exigidos durante o movimento. Portanto, é muito suscetível a lesões, que não afetam apenas os atletas. Da mesma forma, as doenças articulares do joelho também não se restringem aos idosos, embora sejam mais comuns nesta faixa etária. A osteoartrite, por exemplo, pode afetar pessoas mais jovens. “Na maioria dos casos, isso ocorre por traumas e sobrecargas excessivas nas articulações, geradas pela obesidade, prática excessiva ou descuido nas atividades físicas”, explica o ortopedista especialista em joelhos e traumatologia esportiva, membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia ( SBOT), Marcos Cortelazo. Portanto, qualquer pessoa deve tomar alguns cuidados para manter os joelhos saudáveis ​​ao longo da vida, conforme listado pelo especialista:

Controle seu peso

Evitar o excesso de peso é fundamental para garantir joelhos saudáveis, pois o acúmulo de gordura corporal gera uma sobrecarga nas articulações, com traumas repetitivos e excessivos na cartilagem, levando à sua degeneração. “Além disso, o sobrepeso e a obesidade inflamam o organismo e aumentam a propensão ao desenvolvimento de problemas, como artrite e artrose, além de agravar dores”, afirma o ortopedista, que explica que essa situação é chamada de degeneração da cartilagem articular. , causado principalmente pela mecânica. “Hoje sabemos que esta é uma das maiores preocupações na área da ortopedia e reumatologia, tendo relação direta com a osteoartrite”, explica o médico. Além disso, com a obesidade, há um risco aumentado de condromalácia patelar, danos à cartilagem e lesão meniscal degenerativa.

Ajuste sua dieta

Segundo Marcos, uma alimentação desequilibrada pode promover indiretamente dores nos joelhos por meio de três mecanismos básicos: ganho de peso com sobrecarga articular; ingestão de alimentos com potencial inflamatório; e baixa ingestão de proteínas com diminuição da massa muscular, o que reduz a proteção articular. “É importante evitar o consumo excessivo de açúcar, sal e gordura, que podem promover ganho de peso. Reduza também o consumo de alimentos inflamatórios, como leite e adoçantes”, orienta a especialista. “Por outro lado, certifique-se de consumir quantidades adequadas de proteínas, pois são a base para a construção do tecido muscular. E manter e aumentar a massa muscular é importante para a sustentação do corpo e do equilíbrio biomecânico das articulações, o que permite uma movimentação adequada com proteção articular.”

Evite o consumo excessivo de bebidas alcoólicas

Beber muito álcool é um fator de risco para dores nas articulações. “O álcool pode causar aumento dos níveis de ácido úrico no sangue, o que chamamos de hiperuricemia. Essa condição leva à inflamação das articulações e, quando não tratada, pode causar danos à cartilagem articular, que evolui para osteoartrite”, afirma o médico.

Ler: Conheça os ‘atletas do fim de semana’; Como garantir uma prática segura?

Como usar saltos

Ao usar sapatos de salto alto, o joelho fica em uma posição desconfortável que exige flexão contínua, levando ao desgaste da cartilagem patelar e, consequentemente, a um quadro conhecido como condromalácia, que se caracteriza pelo amolecimento da cartilagem da rótula ou patela . . “Além disso, o uso contínuo de calçados pode fazer com que outras estruturas do joelho, como fêmur e tíbia, também sofram desgastes, levando à osteoartrite”, alerta o ortopedista. Marcos explica que os danos ocorrem de forma mais grave em quem costuma trabalhar e anda muito de salto. “A melhor solução então é usar esse tipo de calçado de forma esporádica e preferir sapatos que não sejam muito planos nem muito altos, numa altura que não ultrapasse a faixa de 2,5 cm a 5 cm”, recomenda.

Pratica exercícios

A atividade física regular está entre os hábitos mais benéficos para a saúde dos joelhos. “O exercício beneficia os joelhos de três maneiras básicas: ajudam a manter o peso corporal; fortalecer os músculos, exercendo um efeito protetor nas articulações, melhorando o desempenho biomecânico e apoiando o esqueleto; e ativar a circulação do líquido sinovial, que nutre a cartilagem através do processo de embebição”, aponta Marcos Cortelazo. Mas, antes de praticar qualquer tipo de atividade física, é importante que você procure um profissional qualificado para orientá-lo sobre como realizar os exercícios físicos de maneira correta. “Praticar atividade física sem o devido acompanhamento profissional pode gerar sobrecarga, repetição excessiva e execução incorreta de exercícios, que estão entre as principais causas de lesões nos joelhos.”

Ler: Coceira nas pálpebras é o principal sinal de alergia a esmaltes

Preste atenção à dor no joelho

Marcos Cortelazo esclarece que, em geral, a dor que ocorre durante ou após uma atividade e desaparece espontaneamente pode ser considerada dor pós-esforço e provavelmente não é sinal de gravidade. Porém, as dores que aparecem durante a atividade e impedem sua realização, bem como as que aparecem depois e não desaparecem espontaneamente, geralmente são sinal de algo mais grave. “Nestes casos, é fundamental procurar um médico especialista para fazer uma avaliação e receber o diagnóstico e tratamento adequado”, acrescenta o médico.



globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo

Link. Πολλαπλές επιλογές οδηγών στο δάπεδο, ακόμη και για a. Index.