Cigarro: eletrônico ou analógico, é preciso se livrar dele – Jornal Estado de Minas

Cigarro: eletrônico ou analógico, é preciso se livrar dele – Jornal Estado de Minas



Todo mundo sabe que os cigarros fazem mal. Mas parar de fumar também é uma missão difícil para quem tem esse vício. É por isso que tantas pessoas, ao invés de procurarem imediatamente o tratamento adequado, preferem recorrer a outras estratégias, na tentativa de minimizar gradativamente a compulsão causada pela nicotina, ou mesmo promover a redução dos danos causados ​​pelo hábito. Cigarro de palha, cachimbo, tabaco de mascar, cigarro eletrônico. Estas são normalmente as opções que os fumadores procuram inicialmente para superar o vício, sem realmente terem de desistir. O certo é que o consumo de tabaco, de qualquer forma, é prejudicial e deve ser evitado – como explicam os otorrinolaringologistas do Hospital Paulista, Rui Imamura e Cristiane Adami.

Mastigar tabaco

No caso do tabaco de mascar (ou tabaco de mascar, como também é chamado), Rui explica que, embora não seja inalável, este tipo de produto não ajuda quem quer vencer o vício da nicotina, além de também representar riscos para a saúde . “Mascar tabaco também expõe as mucosas da boca e da garganta a mais de 20 tipos de substâncias tóxicas que, assim como o cigarro comum, podem causar doenças gengivais, problemas dentários e até tumores na boca e na garganta”, enfatiza. o médico.

Cigarro eletrônico

No caso dos cigarros eletrônicos (também conhecidos como vape ou e-líquido), Cristiane destaca que, além dos riscos já conhecidos, há um agravante, que é a falta de informação sobre a composição dos líquidos utilizados. “O grande problema, na minha opinião, está nos componentes que não estão verdadeiramente informados nos rótulos e possuem alta capacidade cancerígena. Entre os mais encontrados estão a nicotina, o propilenoglicol, a glicerina, o 2-clorofenol, o polônio-210 e inúmeros metais pesados”, diz o médico.

Ler: O café previne o envelhecimento, inflamações no corpo e atua como neuroprotetor

Os problemas, segundo o especialista, não param por aí. “Além desses elementos citados, existem também produtos de degradação no processo de aquecimento do líquido para criar um aerossol inalável, que são o formaldeído, o acetaldeído e a acroleína. Todos estes representam um grande risco para a nossa saúde e denotam como os cigarros eletrônicos são extremamente prejudicial, pois afeta diversos órgãos do nosso corpo, como vias aéreas, cérebro e coração.”

No caso das vias aéreas, em especial, Cristiane acrescenta que tais substâncias provocam inflamações nas gengivas, seios paranasais, garganta, laringe e pulmões, podendo até levar ao câncer, além de induzirem lesões nas pregas vocais que provocam rouquidão persistente. e alterações na qualidade vocal. “É uma moda na qual definitivamente não podemos entrar”, afirma o especialista.

Ler: O que é a leucemia crónica diagnosticada em Susana Vieira?

Cuidado

Independentemente da forma como a nicotina é consumida, os médicos recomendam prestar atenção a alguns sintomas que servem de alerta para possíveis doenças relacionadas. Pacientes que apresentam rouquidão por mais de duas semanas, principalmente quando associada a dor de garganta, dor ao engolir, dor com irradiação para o ouvido, pigarro constante ou com sangue, dificuldade ou ruído ao respirar, devem consultar um médico. O tema, com todas as suas implicações, ganha destaque na próxima sexta-feira (31/5), no Dia Mundial Sem Tabaco.



globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo

Simple, privacy focused and free ad network for websites in need of new visitors. Upgrade to vip. Itコンサルタント必見!フリー案件を一括紹介【it consult ant bank】.