Iniciativa global entregará 1,2 milhão de testes rápidos para combate à cólera


Moçambique é um dos 14 destinatários de um lote de 1,2 milhões de kits de testes de diagnóstico rápido da cólera destinados a nações de alto risco.

Na semana passada, o envio inicial do programa foi para o Malawi, antes do lançamento global do “maior envio de sempre”. Nos próximos meses, a entrega deverá abranger países com surtos graves, como a Etiópia, a Somália, a Síria e a Zâmbia.

Uma criança recebe uma vacina contra a cólera no assentamento de refugiados de Nyiragongo, Goma, RD Congo

Compra de imunizantes

A Organização Mundial da Saúde, a OMS, e o Fundo das Nações Unidas para a Infância, Unicef, financiam a compra de imunizantes. O objetivo é melhorar a detecção, a precisão e a resposta rápida no tempo, impactando áreas como a vigilância de rotina.

As organizações envolvidas ajudarão os países a acompanhar as tendências e a estabelecer uma base de dados para futuros programas preventivos, apoiando a consecução dos objectivos nacionais de controlo e eliminação da cólera.

O programa global de diagnóstico da cólera é apoiado pela Gavi Vaccine Alliance em colaboração com o Grupo de Trabalho Global para o Controlo da Cólera e a ONG Find, associada ao diagnóstico.

Embora as quantidades já tenham sido definidas no início do programa, há espaço para casos adicionais de nações que tenham interesse no futuro. A sustentabilidade a longo prazo “depende de uma arrecadação de fundos bem-sucedida entre 2026 e 2030”, segundo a Gavi.

Vigilância da cólera

A parceria pretende adquirir testes de diagnóstico rápido de dois fabricantes para utilização na resposta a surtos e rotineiramente na vigilância da cólera.

A OMS reporta um aumento de casos em todo o mundo desde 2021, com elevadas taxas de mortalidade, apesar da disponibilidade de tratamento simples, eficaz e acessível.

A agência destaca também que o grande número de surtos registados levou a uma procura sem precedentes de vacinas por parte dos países afetados.

Embora a oferta mundial de vacinas orais contra a cólera tenha aumentado 18 vezes entre 2013 e 2023, o aumento sustentado da procura em comparação com a disponibilidade pressionou as reservas globais.

Os casos de cólera aumentaram dramaticamente em África

Os casos de cólera aumentaram dramaticamente em África

Identificação de áreas com novas transmissões

Segundo a OMS, a situação levou ao adiamento das campanhas de vacinação preventiva para poupar doses a serem utilizadas nos esforços emergenciais de resposta a surtos.

Devido a episódios recorrentes em países que já implementaram campanhas de vacinação de emergência, os parceiros defendem que “é necessário ter maior rapidez e precisão na identificação de áreas com transmissão nova ou persistente”.

A detecção de casos da doença permitirá que estas áreas sejam visadas durante os esforços iniciais de resposta ao surto.



globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo