Garças comem peixes nas ruas alagadas de Porto Alegre; assista ao vídeo



O impacto da enchente do Lago Guaíba, na região central de Porto Alegre, criou mais um cenário inusitado no bairro Praia de Belas.

Garças foram avistadas nas ruas alagadas do bairro, fazendo voos curtos quando os carros se aproximam e comendo os peixes que encontram nadando no asfalto e nas calçadas submersas.

Veja o vídeo:

As aves foram avistadas nas avenidas Borges de Medeiros e Praia de Belas, e em estradas como a Doutora Rita Lobato e General Sérgio de Oliveira, e Isabel, na praça Católica.

As garças são animais característicos do bairro Praia de Belas. São encontrados próximos ao curso d’água ou à vegetação do córrego Dilúvio, que tem sua foz a poucas quadras de onde os animais circulam e pescam.

Os alagamentos no bairro diminuíram nos últimos dias com o retorno do funcionamento da EBAP (Estação Elevatória de Águas Pluviais) 16, mas muitas ruas continuam com muita água.

O Dilúvio, que recebe essa água pelos esgotos, está sobrecarregado. Isso impede a drenagem adequada e significa que os peixes ainda estão na vizinhança, tanto vivos na enchente quanto mortos nas áreas onde houve recuo.

Em nota, a Smamus (Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade) explica que o riacho Dilúvio é “um corredor de biodiversidade para aves, que utilizam a vegetação como descanso durante suas viagens. é abundante em comida”.

O riacho nasce no Parque Saint Hilaire, na cidade vizinha de Viamão, percorre 17,6 km e deságua no Guaíba.

Além das garças, também vivem no entorno do riacho espécies de aves como o guarda-rios, o socó, o abibe e o bem-te-vi. “Com a cheia, deslocaram-se para avenidas como a Praia de Belas, mas assim que a água baixar e a comida escassear, regressarão ao local de origem”, afirma Smamus.

A secretaria explica que as chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul conectaram rios, córregos e lagos da região metropolitana, levando à circulação de animais em áreas inusitadas.

Outros animais silvestres foram avistados nas proximidades de Dilúvio e Guaíba desde o início das enchentes. No bairro Menino Deus, moradores filmaram um jacaré nadando pelas ruas alagadas. Também houve registros de capivara, lontras e jabutis na região.

A equipe de vida selvagem da Smamus monitora a movimentação das garças em ambientes urbanos, e orienta para que a população não interfira na movimentação dos animais.

Caso a população constate algum caso de risco à vida de animais, a equipe deverá ligar para 156, pelo aplicativo e site da prefeitura e pelo telefone (51) 3289-7517, em horário comercial nos dias de semana.



globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo

Qual é o trabalho do detetive particular ?.