Haiti: Funcionários da ONU dizem que ‘estamos ficando sem tempo’ em meio a crises crescentes

Haiti: Funcionários da ONU dizem que ‘estamos ficando sem tempo’ em meio a crises crescentes



Antes de uma porta fechada esperada Conselho de Segurança reunião, o Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos, Volker Türk, exigiu a implantação urgentesem mais demora, pela multinacional mandatada pelo Conselho missão de apoio à segurança no Haiti.

“A realidade é que, no contexto actual, não existe nenhuma alternativa realista disponível para proteger vidas”, disse o Alto Comissário. “Somos simples ficando sem tempo.”

Uma “ameaça letal” à segurança nacional

A explosão em massa da prisão no fim de semana passado foi descrita pelas autoridades haitianas como uma ameaça mortal à segurança nacional, disse Türk.

Sabe-se agora que mais de 4.500 presos escaparam, entre eles membros proeminentes de gangues, bem como aqueles presos em conexão com o assassinato do presidente Jovenel Moïse.

A trégua seguiu-se a um ataque coordenado contra as instituições nacionais com o objectivo declarado de derrubar o governo haitiano.

“Esse a situação é mais do que insustentável para o povo do Haiti”, disse ele, observando que desde o início do ano, 1.193 pessoas foram mortas e outras 692 ficaram feridas na violência de gangues.

Serviços em colapso

Além disso, mais de 313.000 pessoas estão actualmente deslocadas internamente e uma série de serviços públicos estão a desmoronar-se.

“O sistema de saúde está à beira do colapso,” ele adicionou. “Os hospitais muitas vezes não têm capacidade para tratar aqueles que chegam com ferimentos de bala”.

Ao mesmo tempo, disse ele, escolas e empresas estão fechadas e as crianças são cada vez mais utilizadas por gangues, alertou.

A actividade económica está “asfixiada como gangues impõem restrições sobre movimentos populares”, disse.

A violência “tem que parar”

Fazendo eco destas preocupações, algumas organizações humanitárias chamaram a atenção na terça-feira para o impacto da violência nos hospitais, centros de saúde e escolas na capital, Porto Príncipe, e em algumas outras cidades, de acordo com o gabinete de assuntos humanitários da ONU. OCHA.

Desde 29 de Fevereiro, a violência causada por gangues armadas na capital provocou a deslocação de milhares de civis e dificultou o acesso aos serviços sociais básicos, agravando ainda mais a já cotidiano precáriodisse Ulrika Richardson, Coordenadora Humanitária da ONU no Haiti.

“Esta violência não pode continuar; isso tem que parar”, ela afirmouacrescentando que mais de 15.000 pessoas, a maioria das quais já tinham sido deslocadas, foram novamente deslocadas nos últimos dias.

Violência perturba entrega de ajuda

Os intervenientes humanitários começaram a prestar ajuda, mas a persistência e a expansão da violência perturbaram gravemente as operações, explicou ela.

“Milhares de pessoas estão agora se encontrando desprotegido, inseguro e exposto a todos os tipos de riscos”, sublinhou, sublinhando que as pessoas deslocadas e as populações vulneráveis ​​precisam de ajuda e de espaços seguros e protegidos.

“O Haiti enfrenta um uma complexa crise humanitária e de proteção; sempre que a violência irrompe, milhares de pessoas caem em situações precárias e precisam de assistência urgente”, disse Richardson. “As organizações humanitárias necessitam de acesso irrestrito às populações mais vulneráveis. Para além da ajuda humanitária, o Haiti necessita de maior solidariedade internacional neste momento crucial.”

Cada hora está piorando

Numa conferência de imprensa na sede da ONU, o porta-voz Stéphane Dujarric disse que “a cada hora piora para o Haiti”.

Os meios de comunicação noticiam agora que um líder de gangue está ameaçando lançar uma guerra civil se o primeiro-ministro haitiano, Ariel Henry, não renunciar.

Dujarric disse que a ONU continuará a acompanhar de perto a situação.



globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo

Link. Handling electric equipment by domestic helper | 健樂護理有限公司 kl home care ltd. Itコンサルタント必見!フリー案件を一括紹介【it consult ant bank】.