RS: auxílio será pago a famílias em 48 horas; saiba como receber

RS: auxílio será pago a famílias em 48 horas; saiba como receber



SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O governo federal anunciou que começará a pagar o Auxílio à Reconstrução em até dois dias úteis após o responsável pela família confirmar os dados que foram cadastrados pelas prefeituras do Rio Grande do Sul. Neste momento, 44.592 famílias terão direito ao benefício.

O valor de R$ 5,1 mil será pago às famílias impactadas pelas enchentes que atingiram o estado no final de abril e mataram 169 pessoas, segundo relatório da Defesa Civil divulgado na manhã desta segunda-feira (27/5).

O ministro Paulo Pimenta, da Secretaria Extraordinária da Presidência da República de Apoio à Reconstrução do Rio Grande do Sul, afirmou que 44.592 famílias foram cadastradas pelas prefeituras, foram aprovadas e já podem confirmar os dados no site do programa para receber o quantia.

Na semana passada, as prefeituras começaram a registrar dados sobre as vítimas das enchentes, com cada família tendo um responsável designado, preferencialmente uma mulher. O benefício foi disponibilizado para moradores de 369 cidades em situação de emergência ou em estado de calamidade pública.

A partir da tarde desta segunda-feira, o site do programa passou a ter um local para o responsável familiar confirmar os dados. “Após a confirmação, em até 48 horas, a pessoa poderá recebê-lo”, prometeu Pimenta, em entrevista coletiva realizada na tarde desta segunda-feira, em Caxias do Sul (RS).

Segundo o ministro, 75.213 famílias tiveram solicitações enviadas pelas prefeituras, das quais 44.592 foram aprovadas e outras 30.621 estão com seus dados em análise. “Essas famílias estão tendo seus dados verificados por motivos diversos, duplicidade de endereço, fora do CEP…”, disse Pimenta.

O pagamento será feito pela Caixa Econômica Federal, que disponibilizará o valor na conta do beneficiário. Caso o responsável familiar não seja correntista em banco, a Caixa promete criar uma conta digital específica para receber o Auxílio Reconstrução.

Como está sendo feito o cadastramento?

O processo de registo e pagamento do Auxílio à Reconstrução está dividido em três etapas. Na primeira fase, iniciada no dia 20 de maio, as prefeituras são responsáveis ​​por cadastrar as famílias desalojadas ou desabrigadas em decorrência das chuvas.

Um funcionário determinado pela prefeitura deverá preencher um formulário com o nome e CPF do responsável pela família, que preferencialmente será mulher. Os detalhes de outros membros também serão fornecidos.

O servidor ainda terá que enviar outra planilha com o registro das ruas que foram parcial ou totalmente alagadas ou danificadas por enchentes e possíveis deslizamentos.

Como a família confirma os dados?

A segunda etapa teve início no dia 27 de maio, com o responsável pela família confirmando os dados cadastrados no site do programa.

Veja abaixo como fazer isso passo a passo:

O responsável familiar terá que entrar no site de confirmação do Auxílio à Reconstrução (

Digite seu CPF e senha no portal Gov.br. Clique aqui para saber como criar uma conta no portal Gov.br.

O sistema verificará se o registro foi habilitado. Em seguida, você precisa confirmar se os dados cadastrados estão corretos.

Se você estiver certo, também deverá aceitar a declaração de veracidade das informações

Caso haja erro no cadastro, o responsável familiar deverá cancelar a solicitação e entrar em contato com a prefeitura para providenciar um novo cadastro.

Os dados confirmados serão enviados todas as terças e sextas-feiras para a Caixa, e o prazo para pagamento é de dois dias úteis após o banco receber a informação

Quando será feito o pagamento?

O pagamento será liberado após verificação da veracidade dos dados do nome e CPF. Segundo o governo, a Caixa depositará o valor em até dois dias úteis após o recebimento da confirmação dos dados.

Onde serão pagos os R$ 5.100?

O valor será pago pela Caixa Econômica Federal. Caso o beneficiário possua conta em banco (corrente ou poupança), receberá o crédito automaticamente. Para quem não tem conta na Caixa, a instituição financeira promete abrir uma Conta Poupança Social Digital para receber o benefício e as transações poderão ser feitas pelo aplicativo Caixa Tem.

Recebo outros benefícios. Tenho direito ao Auxílio à Reconstrução?

De acordo com a medida provisória 1.219, que definiu o Auxílio à Reconstrução, pessoas que recebem outro tipo de assistência ou benefício social como aposentadoria, Bolsa Família, BPC (Benefício de Prestação Continuada), pensão ou seguro-desemprego terão direito a receber os R$ 5,1 mil, desde que pois vivem em uma das cidades afetadas.

O valor pago no Auxílio à Reconstrução está incluído no cálculo do Cadastro Único ou da receita do BPC?

O valor pago pelo benefício não constará nas contas que definem quem tem direito a fazer parte do Cadastro Único ou quem pode receber o BPC.

Moro com outras pessoas na propriedade. Eles terão direito ao benefício?

Não, o Auxílio à Reconstrução será pago apenas uma vez, por família, incluindo todos os moradores do mesmo imóvel, sejam parentes ou não.

Existem regras para o uso do dinheiro?

Não, o governo afirma que “cada família sabe a melhor forma de utilizar o recurso”, mas a intenção é que ele seja utilizado na compra de móveis, materiais de construção, alimentos, produtos de limpeza, material escolar e outros itens que foram perdidos nas enchentes.



globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo

Link. Follow instructions on the use of the washing machine and spin dryer. Itコンサルタント必見!フリー案件を一括紹介【it consult ant bank】.