Ponte para pedidos ao Planalto, Alcolumbre reclamou de articulação a Lula



Hoje uma das principais pontes entre o Congresso e a Palácio do Planaltoo senador David Alcolumbre (União Brasil-AP) já reclamou diretamente ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre os problemas de articulação política do governo no Legislativo.

No início de março, quando Lula recebeu Rodrigo Pacheco (PSD-MG) e líderes aliados por uma hora feliz no Palácio do Alvorada, Alcolumbre disse ao petista que era preciso melhorar o diálogo com a base governista e receber deputados e senadores em seu gabinete.

“Não podemos esperar horas na antessala para falar com vocês ou com os ministros”, disse o presidente da Comissão de Constituição e Justiça a Lula (CCJ) do Senado e pré-candidato a presidente da Câmara nas eleições de fevereiro de 2025.

Aos aliados com quem tem conversado sobre as lacunas na articulação política do governo, Alcolumbre avalia que Lula perde uma oportunidade de aumentar a base ao não buscar, por exemplo, uma maior aproximação com a bancada do PSD, a maior do Senado, com 15 membros – entre eles Pacheco, atual chefe da Câmara.

Como o Radar mostrou, desde o hora feliz em Alvorada em março, apenas Gleisi Hoffmann Isso é Rogério Carvalhoambos petistas, obtiveram audiências individuais na agenda oficial do Presidente da República.

Continua após a publicidade

Não é por acaso que Alcolumbre passou a ser presença regular nas reuniões do líder do governo no Congresso, Randolfe Rodrigues (sem festa-AP), com bancadas. Tem ainda a prerrogativa de negociar acordos, sempre em sintonia com o líder do governo no Senado, Jaques Wagner (PT-BA), para convencer parlamentares em votos de interesse do Planalto.

Interlocutor frequente na Esplanada, o amapaense leva informações sobre o clima no Legislativo a ministros como Alexandre Padilha (Relações Institucionais), Alexandre Silveira (Minas e Energia) e Waldez Góes (Integração e Desenvolvimento Regional). Também transmite pedidos de senadores e cobra mais prestígio dos parlamentares que reclamam de não poder ser atendidos, seja em Brasília ou em seus estados.

Na quarta-feira, do plenário da Câmara, Alcolumbre tranquilizou alguns ministros por telefone, garantindo que o Congresso aprovaria —como eu aprovo— a abertura de 4,8 bilhões de reais em créditos adicionais a ministérios como Saúde, Integração e Desenvolvimento Regional, Agricultura, Defesa e Educação.



globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo

Link. Πολλαπλές επιλογές οδηγών στο δάπεδο, ακόμη και για a. Index.