Fazenda de deputado candidato a prefeito aumenta 56% de tamanho no papel



O deputado Bolsonaro e pré-candidato a prefeito de Belém Éder Mauro (PL-PA) enfrenta problemas com a documentação da fazenda que adquiriu, em junho de 2020, no município de Bujaru, a 100 quilômetros de Belém.

Documentos obtidos exclusivamente pela coluna revelam que o fazenda A Bênção Divina aumentou 56% em tamanho no papel. No contrato de compra, assinado por Éder Mauro, o área tem 335 hectares, mas parece com 214 hectares no registro mais velho do registro de imóveis.

Poucos meses depois que o deputado comprou o fazendaa Polícia Civil começou a investigar a documentação das terras. As suspeitas da polícia recaíam sobre a venda anterior do imóvel, feita pela idosa Francisca Zulmira ao empresário Cléber Ferreira. Esta transação ocorreu em 2018, mas Zulmira havia falecido acidente de trânsito, em 2003, 15 anos antes.

A polícia apontou que houve falsificação de procuração, apresentada no cartório em nome de Zulmira, para a realização do negócio. O neto da mulher dIsso porque a avó nunca teve terras na região. Devido à suspeita de fraude, Cléber Ferreira foi preso temporariamente em 2021. Ele já está em liberdade e o processo permanece sigiloso.

Continua após a publicidade

Até aqui, Éder Mauro nunca foi investigado. A fazenda Benção Divinal só apareceu em seu nome em 2020, quando a comprou de um contador, que, por sua vez, havia adquirido a área em transação com a esposa de Cléber Ferreira.Apesar de não ter feito negócios diretamente com a falecida Zulmira, o contrato de compra assinado pelo deputado também levanta dúvidas sobre a documentação deas terras.

Todo imóvel deve ter inscrição no cartório de imóveis, que ateste a legalidade do imóvel.e sua posse. A Bênção Divina foi registrada pela primeira vez em 1973, com uma área de 364 hectares. Um ano depois, segundo os jornais do cartório, ocorreu a venda de 150 hectares. Como resultado, a fazenda foi reduzida a 214 hectares. Mas, no contrato de compra do deputado, as terras apareceeu com 335 hectares. Em outras palavras, aumentou 56% tamanho em relação ao que aparece legalmente em registro.

Ele estica e encolhe aparece também em outros documentos. Logo após adquirir a fazenda de Zulmira, a idosa já falecida, o empresário Cléber Ferreira cadastra a área como se tivesse 293 hectares. Após a transferência dos papéis para o cartório de outro município, o terreno foi ampliado para 335 hectares.

Continua após a publicidade

Mesmo com os problemas na documentação, o deputado ergueu cercas, construiu o casarão-sede, um garagem, telheiro e pontes na quinta. Fez chiqueiro, curral, barracas para animais, plantações cultivadas de óleo de palma e cuidou de pasto. Bolsista de carteirinha, hasteou a bandeira do Brasil no portão. Ele garante que financiou os investimentos com o seu salário parlamentar. A Justiça Eleitoral, em 2022, Éder Mauro declarou apenas a “terra descoberta”, sem citar quaisquer benfeitorias no imóvel adquirido em 2020.

O Bolsonarista continua investindo na área, que já possui gado a pasto, como mostram imagens obtidas por coluna.

O que diz Éder Mauro

Contactado por este espaço desde a semana passada, o parlamentar ignorou as oito perguntas enviadas via WhatsApp. A coluna também procurou o advogado do parlamentar, Jânio Nascimento, mas não obteve resposta. A assessoria de imprensa de Éder Mauro entrou em contato com este colunista nesta segunda-feira, 10, mas, informada sobre o prazo, não respondeu até a publicação desta reportagem.



bxblue emprestimos

quero fazer empréstimo consignado

como fazer emprestimo consignado

empréstimo c

bxblue simulação

emprestimo consignado para aposentado inss

emprestimo consignado online rapido

empréstimos consignados

simulação para emprestimo consignado

empréstimo consignado para negativado

emprestimos para aposentados inss