Câmara aprova isenção para carnes e conclui votação de projeto que regulamenta a reforma tributária – Notícias

Câmara aprova isenção para carnes e conclui votação de projeto que regulamenta a reforma tributária – Notícias


10/07/2024 – 21h44

Mário Agra/Câmara dos Deputados

Deputados aprovaram projeto em Plenário

A Câmara dos Deputados concluiu a votação do projeto que regulamenta a reforma tributária (Projeto Complementar 68/24), com diversas alterações em relação ao projeto original, de autoria do Poder Executivo. A proposta será enviada ao Senado.

O projeto regulamenta diversos aspectos da arrecadação do IBS, CBS e Imposto Seletivo, que substituirá PIS, Cofins, ICMS, ISS e parcialmente IPI.

São definidos percentuais de redução para diversos setores e produtos, além de benefícios fiscais, como crédito presumido, redução da base de cálculo, imunidades, isenções e outros incentivos.

O texto aprovado é um substituto apresentado pelo relator, deputado Reginaldo Lopes (PT-MG), que participou do grupo de trabalho formado para ouvir representantes dos setores econômicos e da sociedade civil e formular um texto que depois foi apresentado aos líderes partidários.

Proteína animal
Na votação de destaques, os deputados aprovaram emenda do deputado Rodolfo Nogueira (PL-MS) que incluiu carne, peixe, queijo e sal na lista de alimentos com alíquota zero de IBS e CBS. Esses alimentos tiveram redução de 60% nas alíquotas de impostos. Haverá também água do mar com aspas zero, cloreto de sódio puro e outros agentes similares.

Estimativas de técnicos do governo indicam aumento de 0,53 ponto percentual na alíquota geral do imposto devido à mudança.

Pão de forma
Além desses produtos, o texto relatado por Lopes também incluía óleo de milho, aveia e farinha à alíquota zero, sem especificar, porém, quais. Alguns permanecem na tabela de redução de 60%, como o milho.

Também na tabela de redução de impostos de 60% ele acrescentou pão fatiado e extrato de tomate.

Mário Agra/Câmara dos Deputados

Reginaldo Lopes, relator da proposta

O Plenário da Câmara rejeitou todas as demais alterações que os partidos pretendiam incluir no texto final. Confira:

– emenda do deputado Ricardo Salles (PL-SP) pretendia estender a redução de 60% dos impostos para todos os imóveis; Isso é

– alteração da deputada Erika Hilton (Psol-SP) destinada a incluir armas e munições entre os produtos tributados pelo Imposto Seletivo, exceto para compras do poder público;

Outros pontos
Confira pontos do texto aprovado:

– 100% de retorno da CBS de energia, água e gás para pessoas de baixa renda;

– alíquota máxima de 0,25% para minerais – contra o máximo de 1% estipulado pela emenda constitucional;

– Redução de 30% nos impostos para planos de saúde de animais domésticos;

– todos os medicamentos não listados na alíquota zero terão redução de 60% na alíquota geral; Isso é

– os turistas estrangeiros receberão a restituição desses impostos sobre os produtos adquiridos no Brasil e embalados na bagagem.

Mais informações abaixo

Reportagem – Eduardo Piovesan e Tiago Miranda
Montagem – Pierre Triboli



empréstimo auxílio brasil picpay

emprestimo consignado do inss

empréstimo consignado inss

emprestimo aposentados

simulação picpay

créditos consignados

empréstimos consignados do inss

emprestimo para inss

empréstimo do inss

Link. Advantages of overseas domestic helper. Itコンサルタント必見!フリー案件を一括紹介【it consult ant bank】.