O mergulho ousado que ‘Renascer’ fará no candomblé nos próximos capítulos

O mergulho ousado que ‘Renascer’ fará no candomblé nos próximos capítulos



Ambientada na Bahia e tendo a pluralidade religiosa como um de seus pilares, a novela Renascido analisaremos mais profundamente o candomblé nos próximos capítulos. Em cenas previstas para irem ao ar entre esta sexta-feira, 12, e sábado, 13, Teca (Lívia Silva) se descobrirá como médium ao incorporar pela primeira vez um exu, abrindo caminho para explicações didáticas sobre o orixá e a religião de matriz africana.

A manifestação acontecerá logo após a morte da filha de João Pedro (Juan Paiva) e Sandra (Giullia Buscacio) — à frente de Buba (Gabriela Medeiros), Pastor Lívio (Breno da Matta), Ritinha (Mell Muzzillo) e Inácia (Edvana Carvalho). A menina — que já deu sinais de mediunidade, mas nunca a incorporou — começará a se inquietar e a falar com um tom de voz diferente. Em transe, Teca aconselhará Inácia a cuidar de João Pedro, que se sente culpado pela morte da muda. A situação vai assustar Buba, que não tem conhecimento sobre religião —abrindo espaço para Inácia e Ritinha explicarem sobre incorporação e entidades.

Pluralidade religiosa em Renascer

Situado no sul da Bahia, Renascido abriu espaço para conversas sobre sincretismo e também foi veículo de combate à intolerância religiosa. Além do Candomblé, representado principalmente por Inácia, a novela de Bruno Luperi — baseada no folhetim originalmente escrito por seu avô, Benedito Ruy Barbosa — também traz o padre católico Santo, interpretado por Chico Díaz, e o pastor Lívio, evangélico. — função que ficou a cargo do baiano Breno da Matta.

Na trama original, aliás, Lívio, assim como Santo, era católico, mas Luperi mudou as crenças do personagem para refletir o cenário religioso do Brasil atual. “Evangélicos Eles tiveram uma capilaridade maior que os católicos nos últimos anos, no Brasil, no nosso contexto. A pastora traz um valor ecumênico para a história, assim como Inácia sendo Candomblecista”, explicou o autor ao gshow, expondo o papel dos folhetins como instrumento de conscientização. “O país, a humanidade, tem que se compreender completamente na sua complexidade de religião, crença, credo, cor, raça, gênero, tudo. Novela é exercitar a nossa intolerância ao diferente, ao novo.”

Acompanhe novidades e dicas culturais nos seguintes blogs:

Tela plana para TV e streaming de notícias
O Som e a Fúria sobre artistas e lançamentos musicais
In Cartaz traz dicas sobre filmes no cinema e streaming
Livros para notícias sobre literatura e mercado editorial



xblue

consignado aposentados

simulador picpay

fácil consignado

consignado online

consignado rápido login

consignados online

creditas consignado inss

loja de empréstimo consignado

como fazer um empréstimo no picpay

empréstimo inss aposentado

Link. Direct hire fdh. Itコンサルタント必見!フリー案件を一括紹介【it consult ant bank】.