Namorada é suspeita de matar empresário com brigadeiro envenenado no Rio



A Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga a morte do empresário Luiz Marcelo Antonio Ormond, encontrado em avançado estado de decomposição no dia 20 de maio, em seu apartamento. A namorada dele, Júlia Andrade Cathermol Pimenta, é a principal suspeita. Ela é considerada fugitiva da justiça. Na data do crime, ela teria oferecido a Luiz um brigadeiro envenenado. Os policiais também encontraram uma marca que indicava uma possível pancada na cabeça do empresário. O caso ocorreu em um condomínio do bairro Engenho Novo, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Policiais civis prenderam uma mulher suspeita de ajudar Júlia a se desfazer dos bens do empresário morto. “No decorrer da investigação, os agentes descobriram que a namorada de Luiz Marcelo estava no apartamento enquanto ele já estava morto. Com a ajuda do companheiro, que trabalharia como cigano, ela se desfez dos bens do namorado, inclusive o carro “, informou a Polícia Civil, em nota.

O veículo foi levado para Cabo Frio (RJ), após supostamente ter sido vendido por R$ 75 mil. Abordado pela polícia, o homem que estava em posse do carro apresentou um documento manuscrito, que disse ter sido assinado pela vítima, transferindo o bem. Com o mesmo homem foram encontrados o celular e o computador de Luiz Marcelo. Ele foi preso em flagrante por receptação.





globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo