MEC aceita revogar portaria se professores de federais encerrarem greve

MEC aceita revogar portaria se professores de federais encerrarem greve


O Ministério da Educação se comprometeu a revogar a Portaria 983, de novembro de 2020, desde que os professores das universidades e institutos federais concordem em encerrar a greve que já dura 72 dias. Para os representantes dos trabalhadores, o compromisso é uma “conquista importante para a continuidade das negociações” e para pôr fim à greve na categoria.

Leia também: Homem que matou idoso com faca voadora é assediado e chora durante reconstituição do crime

A anulação da norma que regulamenta a atuação dos professores da educação básica, técnica e tecnológica (Ebtt), aumentando a carga horária semanal mínima dos professores dos institutos federais, é uma das reivindicações dos professores e técnicos da rede federal de formação profissional, científica. e tecnológico. Em greve desde 15 de abrilos trabalhadores também pedem um aumento salarial de 4,5% este ano e a reestruturação orçamentária das instituições de ensino.

A possível revogação da portaria foi discutida durante reunião entre representantes dos trabalhadores e dos ministérios da Educação e da Gestão e Inovação nos Serviços Públicos, na manhã desta sexta-feira (14/6), em Brasília. Durante a reunião foram discutidos apenas itens da pauta de demandas que, se aceitos, não causariam impacto orçamentário à União. O encontro foi acompanhado de eventos em diversas cidades do país – e muitas dessas manifestações contaram com a participação de estudantes e entidades estudantis.

Segundo o Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe), se as negociações avançarem satisfatoriamente, o compromisso do MEC de anular a Portaria 983 constará do termo de acordo que as partes estão negociando para pôr fim à greve que atinge profissionais de cerca de 60 universidades federais e cerca de 40 institutos federais. Será criado um grupo de trabalho para discutir novas regulamentações.

“A [revogação da] portaria é nosso primeiro ganho, nosso primeiro marco, na revogação de medidas governamentais [do ex-presidente da República Jair] Bolsonaro. Uma portaria que, mais do que estabelecer o aumento da nossa jornada mínima de trabalho, descaracteriza a natureza da atividade docente ao nos impedir de realizar pesquisa, extensão e capacidade de produção de ciência e tecnologia, que também é nossa responsabilidade”, comentou o coordenador – general do Sinasefe, Artemis Martins.

“A revogação efetiva da 983 é uma conquista muito importante para a categoria como um todo”, acrescentou Laís de Souza, do comando nacional de greve. “Além disso, ainda no aspecto da agenda não remuneratória, tivemos um diálogo fundamental sobre a Instrução Normativa 66, que trata do nosso tempo de progressão”, acrescentou Laís, explicando que o ministério se comprometeu a discutir a inclusão da instrução,

Ministro da Educação

Consultada pela reportagem, a assessoria de imprensa do Ministério da Educação confirmou que, durante a reunião desta manhã, foram discutidos assuntos sem impacto orçamentário e que aspectos de salários e progressão na carreira de técnicos e professores voltarão a ser discutidos em outras reuniões conduzidas pelo Ministério da Gestão. e Inovação nos Serviços Públicos. O ministério, porém, não comentou a possibilidade de a Portaria 983 ser revogada.

Ainda segundo a assessoria de imprensa do MEC, após cinco rodadas de negociações, o governo assinou, no último dia 27, com uma das entidades que representam os professores, um acordo para reajustar os salários em 9% a partir de janeiro de 2025, e em mais 3,5%. % a partir de maio de 2026. Somado ao reajuste de 9% concedido em 2023, a proposta, se aceita por toda a categoria, representará um aumento de cerca de 28,2% para os professores, além de possibilitar a reestruturação da progressão entre os diferentes níveis de carreira.

Na última segunda-feira (10), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou R$ 5,5 bilhões em recursos do MEC para obras de infraestrutura no ensino superior e construção de dez novos campi universitários e oito novos hospitais universitários federais. O investimento faz parte do Programa de Aceleração do Novo Crescimento (PAC). O presidente também exigiu que o MEC assumisse os 100 novos institutos federais que o governo federal anunciou em março.



noverde empréstimo app

simular emprestimo banco pan

empresa de empréstimo consignado

consulta inss emprestimo consignado

empréstimo consignado bb

o’que significa vx

loas emprestimo

emprestimo consignado assalariado

emprestimos para aposentados sem margem

Experience the power of this link building network and watch as your website soars to new heights in the digital landscape. Free & easy link building. Itコンサルタント必見!フリー案件を一括紹介【it consult ant bank】.