Mais uma vez, aulas são suspensas nas escolas de Porto Alegre e outras cidades do RS


A decisão em Porto Alegre foi tomada após alerta preventivo emitido pela Defesa Civil Municipal

Foto: Agência Brasil

A decisão foi tomada após alerta preventivo emitido pela Defesa Civil da Capital sobre possibilidade de chuvas e ventos intensos. (Foto: Agência Brasil)

A Prefeitura de Porto Alegre suspendeu as aulas nas redes pública e privada nesta segunda (27) e terça (28). A determinação vale para as 99 escolas próprias e 219 escolas parceiras da rede municipal e todas as instituições de ensino privadas.

O governo do Rio Grande do Sul, em conformidade com o monitoramento dos serviços de infraestrutura do Estado, também suspendeu o retorno das atividades na rede estadual de ensino na Capital, e municípios específicos dos coordenadores: São Leopoldo (2ª CRE), Estrela (3ª CRE), Guaíba (12ª CRE), Santana do Livramento (19ª CRE) e Gravataí (28ª CRE).

Nas cidades da Região Sul, as aulas nas escolas municipais também não acontecem nestes dois dias devido à previsão de temporais.

A decisão em Porto Alegre foi tomada após alerta preventivo emitido pela Defesa Civil Municipal sobre a possibilidade de chuvas intensas e ventos entre 60 e 100 km/h na Capital.

Na última sexta-feira (24), as atividades escolares já haviam sido suspensas devido às fortes chuvas que atingiram a cidade.

No total, 14 escolas municipais e 27 escolas públicas foram total ou parcialmente inundadas e sofreram grandes perdas de infraestrutura durante a enchente histórica que devastou a Capital. As escolas municipais de ensino fundamental Grande Oriente do RS e Aramy Silva continuam funcionando como abrigos temporários.

Panorama em nível estadual

Dados sobre escolas afetadas (danificadas, servindo de abrigo, com problemas de transporte, problemas de acesso e outros):

  • 1.065 escolas
  • 250 municípios
  • 29 Coordenadores Regionais de Educação (CREs)
  • 381.231 alunos impactados
  • 578 escolas danificadas com 220.791 alunos matriculados.
  • 57 escolas servindo como abrigos.

Escolas

Total de escolas: 2.340
Já retornaram às aulas: 1.752 (74,8%)
Ainda não retornaram: 588 (25,1%) – 233 deles ainda não têm data prevista.

Alunos

Total de alunos: 741.831
Retornou às aulas: 495.394 (66,8%)
Ainda não retornaram: 246.437 (33,2%) – 91.324 deles ainda não têm data prevista.

Confira como estão os rios e serviços, às 17h deste domingo (26), segundo o governo do Estado:

  • Guaíba – Porto Alegre – 4,04 metros (cota de inundação 3,00 Centro; 2,10 Ilhas)
  • Rio dos Sinos – São Leopoldo – 4,75 metros (nível de inundação 4,50)
  • Rio Gravataí – Passo das Canoas – 5,40 metros (nível de inundação 4,75)
  • Rio Taquari – Muçum – 5,03 metros (nível de cheia 18,00)
  • Rio Caí – Feliz – 3,11 metros (nível de inundação 9,00)
  • Uruguai – Rio Uruguaiana – 8,30 metros (nível de inundação 8,50)
  • Lagoa dos Patos – Laranjal – 2,35 metros 13h (nível de inundação 1,30)

Electricidade, água e telefone

  • CEEE Equatorial: 43.646 pontos sem energia elétrica (2,2% do total de clientes);
  • RGE Sul: 67,5 mil pontos sem energia elétrica (2,2% do total de clientes);
  • Corsan: Atendimento padronizado;
  • Tim: Atendimento padronizado;
  • Vivo: 3 municípios sem serviços de telefonia e internet;
  • Claro: Atendimento padronizado.