UFC 302: evento com disputa de cinturão terá lutador de Minas e mais quatro brasileiros

UFC 302: evento com disputa de cinturão terá lutador de Minas e mais quatro brasileiros


UFC 302: evento com luta pelo título contará com um lutador mineiro e outros quatro brasileiros (UFC 302 terá como luta principal a luta pelo título entre Islam Makhachev e Dustin Poirier)

O mês de junho começa com a luta pelo título em Campeonato de luta final. Neste sábado (1/6), no Prudential Center, em Newark, Nova Jersey, nos Estados Unidos, o lutador russo Islam Makhachev defenderá o título dos leves contra o americano Dustin Poirier, no UFC 302.

A luta principal, portanto, não envolve atletas brasileiros, mas é de enorme interesse para o público brasileiro. Afinal, o campeão russo conquistou o cinturão dos leves contra Charles Do Bronx, em outubro de 2022, e muitos fãs de MMA no Brasil ainda apoiam o algoz do paulista.

Porém, neste sábado, os fãs de MMA terão motivos de sobra para assistir ao UFC 302, além da tão aguardada luta de Islam Makhachev. O card terá um lutador mineiro e mais quatro brasileiros em ação. Conheça a seguir quem serão os atletas que representarão o Brasil em Newark.

Lutador mineiro ainda sonha com título

Paulo Costa, o Borrachinha, busca reabilitação no UFC 302. Depois de perder para o australiano Robert Whittaker na decisão unânime dos juízes, no UFC 298, em fevereiro deste ano, o lutador mineiro terá um grande desafio pela frente. Ele enfrentará o ex-campeão dos médios Sean Strickland, lutador americano que também vem de derrota.

O último revés de Strickland foi justamente o que lhe custou a perda do cinturão. Em janeiro, no UFC 297, o sul-africano Dricus du Plessis – atual campeão da categoria – venceu o americano na decisão dividida dos juízes.

Paulo Costa - (foto: Reprodução/Instagram)

Paulo Costa, conhecido como Borrachinha, é um dos principais lutadores dos médios(foto: Reprodução/Instagram)

O vencedor do confronto Borrachinha x Strickland certamente estará mais próximo de uma nova briga pelo título.

Aos 33 anos, Borrachinha é um dos lutadores mais populares do UFC e ainda sonha com o título que já foi de Anderson Silva. O mineiro disputou o cinturão dos médios em 2020, mas foi derrotado pelo então campeão, o nigeriano Israel Adesanya. A luta terminou em nocaute técnico, no segundo round, no UFC 253, em setembro daquele ano.

A luta entre Borrachinha e Strickland será a co-evento principal do UFC 302.

Mais quatro brasileiros

Além de Borrachinha, estão no card do UFC 302 os seguintes brasileiros: Elizeu Capoeira, Jailton Malhadinho, Cesinha Almeida e André Mascote Lima.

Capoeira com contrato renovado

Elizeu Capoeira, companheiro do mineiro Vitor Petrino na CM System, enfrentará o jamaicano Randy Brown na categoria meio-médio. Aos 37 anos, o lutador paranaense soma duas vitórias e um empate nas últimas três lutas. Esta será sua primeira luta em 2024. O atleta até renovou contrato com o UFC recentemente

Com 24 vitórias, sete derrotas e um empate, a Capoeira tem triunfos importantes no UFC contra Sean Strickland – rival de Borrachinha no UFC 302 – e Benoit St. Denis.

O melhor peso pesado do Brasil está de volta

Jailton Malhadinho, 32 anos, o baiano, é o melhor peso pesado brasileiro do UFC. No ranking da categoria, ele aparece na sétima colocação. Considerado um dos principais talentos da nova geração, a sequência de seis vitórias consecutivas de Malhadinho foi interrompida em março, quando foi nocauteado por Curtis Blaydes no UFC 299.

O adversário de Malhadinho neste sábado será o moldavo Alexandr Romanov, que lutou pela última vez em julho de 2023, quando venceu Blagoy Ivanov, por decisão unânime dos juízes.

Ex-rival de Poatan está invicto no MMA

Cesinha Almeida, 35 anos, tem apenas cinco lutas de MMA – venceu todas –, mas é um veterano do kickboxing. Seu histórico no esporte comprova isso: são 47 vitórias, sete derrotas e um empate.

Dentre essas lutas, destacam-se os três confrontos no evento do WGP com Alex Poatan – hoje campeão meio-pesado do UFC –. Cesinha perdeu duas lutas contra o compatriota e venceu uma.

No UFC 302, o ex-rival de Poatan enfrentará o russo Roman Kopylov, que vem de derrota para Anthony Hernandez em fevereiro.

Vítima de mordida retorna ao octógono

André Mascote Lima, de 25 anos, estreou no UFC em março, mas já se tornou um dos brasileiros mais conhecidos do evento. Isso porque o peso mosca foi vítima de uma mordida no braço logo na estreia. O ataque ilegal foi realizado pelo também brasileiro Igor Severino, que acabou expulso da organização.

Naquela ocasião, André Mascote transformou a desgraça em popularidade e dinheiro. Ele tatuou a marca da mordida que recebeu no braço, compartilhou a foto nas redes sociais e virou meme. A situação agradou Dana White, CEO do UFC, que deu ao atleta baiano um prêmio extra de R$ 250 mil.

No UFC 302, André Mascote volta ao octógono, desta vez, para enfrentar o americano Mitch Raposo, estreante no evento. O rival do brasileiro vem de quatro vitórias consecutivas em outras organizações de MMA, como Cage Titans FC e Combat Zone.

  • Leia mais notícias de luta em No Attack!

A notícia UFC 302: evento com luta pelo título contará com lutador mineiro e mais quatro brasileiros foi publicada pela primeira vez no No Attack de Ailton do Vale.



globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo

Experience the power of this link building network and watch as your website soars to new heights in the digital landscape. Control the number of backlinks per website on a daily basis. Itコンサルタント必見!フリー案件を一括紹介【it consult ant bank】.