Roberto Gaúcho, Joãozinho e Adilson Batista celebram volta de ídolos ao Cruzeiro

Roberto Gaúcho, Joãozinho e Adilson Batista celebram volta de ídolos ao Cruzeiro


Novo dono da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) do Cruzeiro, Pedro Lourenço tem outro objetivo muito claro além de aproximar o clube da torcida. O dirigente quer trazer de volta a identificação e o reconhecimento de jogadores que são ídolos celestiais. E esse plano já entrou em vigor na última partida do time mineiro.

O Cruzeiro convidou dois ex-atletas que fizeram história com a camisa repleta de estrelas para assistir à vitória por 1 a 0 sobre a Universidad Católica, do Equador, pela sexta rodada do Grupo B da Copa Sul-Americana. O vídeo dos bastidores do jogo mostrou a conversa entre Roberto Gaúcho, Joãozinho e Adilson Batista em um dos camarotes do Mineirão.

“Fico feliz em ver o Adilson (Batista), conheço a esposa e a família dele. Ele é um ídolo do futebol brasileiro. Pedrinho o trouxe para coordenar e trazer de volta ex-jogadores, aqueles que têm competência para ajudá-lo a revelar talentos no Cruzeiro. E o Joãozinho é meu ídolo, foi um fenômeno. Maior prazer. Eu conheci o filho dele. Ele jogou no Cruzeiro e veio na minha casa. Então, é sempre bom rever os amigos”.

– Roberto Gaúcho, ídolo do Cruzeiro.

Roberto Gaúcho brilhou pelo Cruzeiro na década de 1990. Foram 56 gols em 221 jogos do então lateral esquerdo com a camisa Celeste. Conquistou os títulos da Copa do Brasil (1993 e 1996), Copa Ouro (1995), Copa Libertadores (1997) e Supercopa da Libertadores (1992), além de três títulos estaduais (1992, 1994 e 1996). A

Joãozinho também é ídolo do Cruzeiro

Joãozinho também agradeceu a oportunidade de retornar ao Gigante da Pampulha para acompanhar o Cruzeiro. O experiente ex-atleta ficou muito emocionado ao receber o carinho da torcida.

“Estou muito feliz e satisfeito em rever toda a torcida da qual participei durante vários anos aqui no Mineião. Vivi praticamente toda a minha vida aqui no Cruzeiro e no Mineirão. Veja essa nação Cruzeiro que é muito linda e maravilhosa. Para mim é uma satisfação e uma honra voltar ao Mineirão e ver o Cruzeiro jogar”, disse.

Em fevereiro deste ano, Joãozinho foi tema de reportagem especial do No Attack em comemoração ao seu aniversário de 70 anos. O habilidoso ponta-esquerda explicou sua rotina nos Estados Unidos, onde trabalha em uma pizzaria em Framingham, cidade de 70 mil habitantes com população majoritariamente brasileira. Na entrevista, o ex-jogador do Cruzeiro revelou que tinha planos de voltar a morar em Belo Horizonte.

Por causa dos dribles e movimentos plásticos, Joãozinho ficou conhecido como ‘Bailarino da Toca’. Disputou 485 partidas e marcou 119 gols com a camisa do Cruzeiro. A mais importante delas foi no terceiro jogo da final da Libertadores de 1976, contra o River Plate, da Argentina.

Adilson Batista é o novo gerente geral da base

Ex-técnico do Amazonas, que disputa a Série C do Campeonato Brasileiro, Adilson Batista aceitou o convite de Pedro Lourenço para retornar ao Cruzeiro. Assumiu a função de gerente geral das categorias de base do clube mineiro.

“Essa é a história do Cruzeiro. Ficamos felizes em ver pessoas como o Roberto (Gaúcho) e o Joãozinho, que deram uma contribuição maravilhosa ao nosso clube, um clube que amamos e pelo qual temos muito carinho. É o que sempre queremos fazer”, disse sobre o encontro com os ídolos no Mineirão.

O trabalho de Adilson começou na última quinta-feira (30/5), quando acompanhou de perto o empate da Raposa em 2 a 2 com o Botafogo, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, pelo Campeonato Brasileiro Sub-20.



globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo