América: Salum revela bastidores da relação com Menin, do Atlético, e Pedrinho, do Cruzeiro

América: Salum revela bastidores da relação com Menin, do Atlético, e Pedrinho, do Cruzeiro


América: Salum revela relação de bastidores com Menin, do Atlético, e Pedrinho, do Cruzeiro (Salum, presidente da SAF do América, comentou sobre a relação com donos da SAF de Atlético e Cruzeiro)

A relação entre três dos maiores empresários do futebol de Belo Horizonte nunca foi tão ‘pacificada’. Nas palavras de Marcus Salum, presidente da Associação Americana de Futebol (SAF), as negociações com Rubens Menin, dono da SAF do Atlético, e Pedro Lourenço, dirigente da SAF do Cruzeiro, são excelentes. Para o No ataqueO agente de Coelho revelou os bastidores da relação profissional entre os diretores.

Os três clubes de BH já se envolveram em alguns atritos nos bastidores do futebol – como o desentendimento sobre a transferência do Independência entre América e Cruzeiro. O fato é que as instituições estão invariavelmente envolvidas nas negociações do mercado do futebol ou nas questões logísticas da capital mineira.

O relacionamento entre gestores torna-se quase obrigatório. Em entrevista exclusiva com No ataqueSalum disse que conhece Rubens Menin há algum tempo – os dois se formaram juntos na faculdade.

“Minha relação com eles é excelente. Pouca gente sabe, mas o Menin estudou comigo, me formei com ele. Eu o conheço há muitos anos. Sergio Coelho nem é citado, meu amigo pessoal. A relação é excelente, eu aqui e eles ali, há distanciamento dos clubes. Mas, pessoalmente, ótimo. Minha relação com o Pedrinho, ele é meu patrocinador, nunca tive problemas. O que me incomoda é que o América não está no futebol mineiro para servir Atlético e Cruzeiro. Essa visão, de que toda vez que tenho sucesso em alguma coisa, sou obrigado a ceder ao Atlético e ao Cruzeiro.”

Marcus Salum, presidente da SAF do América

Recentemente, o Cruzeiro se envolveu em uma disputa por Martínez, ex-meio-campista do América, que acabou assinando contrato com o Fortaleza. Durante as negociações, Coelho se mostrou irredutível – a Raposa não estava disposta a pagar o valor desejado pelo alviverde. Portanto, as negociações não avançaram.

Salum relembrou a situação e afirmou que se o Cruzeiro quisesse pagar o mesmo valor pago pelo Fortaleza (R$ 9 milhões por 80% dos direitos econômicos do jogador), teria vendido ao clube celeste.

“Então, no caso do Martínez, por exemplo, o mesmo preço que o Fortaleza pagou, o Cruzeiro teve a chance de pagar e não quis. Se eu tivesse pago, eu teria ido. Mas sou julgado porque todo jogador é obrigado a vender para eles, porque tem mais atleticanos e cruzeirenses na rua. Todo mundo vem para tirar o que a América faz. O América faz um excelente trabalho”, disse.

Embora a relação seja ‘ótima’, Salum reclamou das questões que envolvem a transferência de atletas entre os clubes. Para ele, há uma ‘cobrança’ para negociar com Atlético e Cruzeiro. Ele ainda lembrou da negociação feita por Ademir, do Coelho, que foi vendido ao Atlético.

“Na minha base eles estão tentando tirar isso o tempo todo. E quem tenta? Atlético e Cruzeiro. Eles têm esse direito, o que eu não quero é esse julgamento porque tenho obrigação de fazer isso. Não preciso fazer isso mais barato para ninguém. Além disso, quando quero, vou atrás. Tentei trazer o Ademir de volta, mas o Atlético não quis desistir e vendeu ele para o Bahia. O valor que o Bahia pagou, o América poderia pagar. Talvez eu não tenha conseguido pagar o salário, mas também tenho que ver se o Ademir queria vir. A mesma coisa acontece de lá para cá. Mas em condições iguais, não há nada que você possa fazer. O futebol mineiro nunca esteve tão tranquilo como agora”, comentou.

Patrocínio BH

Em abril, Pedro Lourenço comprou o SAF do Cruzeiro de Ronaldo. Dono da rede BH Supermercados, o empresário estará à frente do futebol da Raposa. Pedrinho, como foi apelidado pelos torcedores da Raposa, também é patrocinador do América.

A marca Supermercados BH está estampada na manga da camisa preta. Para Salum, porém, a compra da SAF não afeta o relacionamento ou patrocínio do América.

“Nada mudou para mim. Não preciso adivinhar (sobre a compra). Este é seu direito pessoal, seu direito, talvez seu sonho. Não cabe a mim julgá-lo. Temos que ter consciência de fazer aquilo que acreditamos”, assegurou.

A notícia América: Salum revela os bastidores de sua relação com Menin, do Atlético, e Pedrinho, do Cruzeiro foi publicada pela primeira vez no No Attack, de Izabela Baeta.



globo.com rio de janeiro

o globo noticia

globo com rio de janeiro

globo.com g1

jornal globo

jornais globo

Link. Advantages of local domestic helper. Itコンサルタント必見!フリー案件を一括紹介【it consult ant bank】.