Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e consulte nossa Política de Privacidade. Clique aqui para ver

Suspeito de tiroteio em Orlando morre em confronto com policiais em hotel



CNN

Um tiroteio em um hotel da Flórida entre a polícia e um suspeito disfarçado terminou com a morte do homem na manhã de sábado, poucas horas depois que ele supostamente atirou em dois policiais em um encontro anterior que os deixou em estado crítico, dizem as autoridades.

O suspeito tinha um “extenso histórico violento e criminal”, disse o chefe da polícia de Orlando, Eric D. Smith.

A polícia disse que o suspeito era Daton S. Viel, 28, em um comunicado de imprensa no Twitter.

Smith disse que a violência começou por volta das 11h de sexta-feira, quando dois policiais estavam investigando um veículo procurado em conexão com um homicídio em Miami. Durante a abordagem, o suspeito atirou contra eles, roubou outro carro e fugiu com a polícia em sua perseguição. Seguiu-se uma caçada.

“Após (uma) extensa busca, os policiais conseguiram localizar o suspeito no Holiday Inn, no bloco 5900 do Caravan Court”, disse Smith. “A equipe da SWAT respondeu ao hotel às 6h e conseguiu evacuar o hotel com segurança.”

O suspeito se trancou em um quarto, segundo as autoridades. A polícia fez várias tentativas para que ele se rendesse, mas o suspeito recusou.

“Às 8h58, o suspeito atirou em nossos oficiais da SWAT várias vezes. Os oficiais da SWAT dispararam contra o suspeito”, disse Smith. “O suspeito já está morto.”

No sábado anterior, o governador Ron DeSantis twittou: “Nossos bravos homens e mulheres na aplicação da lei colocam suas vidas em risco todos os dias para servir e proteger. O perpetrador deve enfrentar uma justiça severa”.

“Este é um dia triste para o nosso departamento”, disse Smith anteriormente, referindo-se aos dois policiais que foram baleados.