Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e consulte nossa Política de Privacidade. Clique aqui para ver

Funcionários da alfândega apreendem relógios de marca falsificados no valor de mais de US$ 4 milhões



CNN

Oficiais da Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA em Kentucky dizem que apreenderam milhões de dólares em relógios de grife falsificados no mês passado.

Várias remessas de produtos falsificados – que incluíam etiquetas Rolex, Omega e Cartier – foram descobertas no centro de remessas de Louisville em julho, de acordo com um comunicado de imprensa.

Se os 130 relógios contidos em nove remessas de Hong Kong fossem reais, eles teriam um preço de varejo sugerido de mais de US$ 4,24 milhões, informou a agência alfandegária.

Os especialistas comerciais da CBP nos Centros de Excelência e Competência descobriram que todos os relógios eram falsificados. Relógios falsificados estão entre os itens falsificados mais comumente apreendidos, de acordo com a agência.

A remessa de relógios também incluiu dispositivos rotulados com as marcas Bvlgari, Patek Philippe, Hubolt e Audemars Piguet.

As autoridades dizem que a maioria das remessas estava a caminho da Flórida e de outros locais. Todos os relógios foram apreendidos por violação de marcas registradas protegidas, de acordo com o comunicado.

Em um dia típico do ano fiscal de 2022, a CBP informou que apreendeu US$ 8 milhões em produtos com violações de propriedade intelectual.

“À medida que os consumidores compram cada vez mais de vendedores on-line ou terceirizados, nossos funcionários estão na linha de frente para proteger contra fraudadores que procuram ganhar dinheiro vendendo produtos falsificados”, disse LaFonda D. Sutton-Burke, diretor de operações de campo da CBP em Chicago.

Durante o ano fiscal anterior, a agência disse que apreendeu 153.810 relógios falsos que teriam um valor estimado de mais de US$ 596 milhões se fossem genuínos.