Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você está ciente dessa funcionalidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e consulte nossa Política de Privacidade. Clique aqui para ver

Alemão acusado de espionar para a Rússia



CNN

Um cidadão alemão que trabalhava para uma agência governamental que equipa as forças armadas alemãs foi preso sob suspeita de espionagem para a Rússia, disse o procurador federal alemão em um comunicado na quarta-feira.

O homem era funcionário do Escritório Federal de Equipamentos, Tecnologia da Informação e Suporte em Serviço da Bundeswehr – e é acusado de ter passado informações ao serviço de inteligência russo, disse o escritório do promotor federal.

“O acusado é fortemente suspeito de ter trabalhado para um serviço de inteligência estrangeiro”, acrescentou. “Desde maio de 2023, ele entrou em contato repetidamente com o Consulado Geral da Rússia em Bonn e a Embaixada da Rússia em Berlim por iniciativa própria e ofereceu cooperação.”

“Em uma ocasião, ele transferiu informações que obteve no curso de suas atividades profissionais para enviar a um serviço de inteligência russo”, disse o comunicado.

O homem foi preso na cidade de Koblenz, no oeste da Alemanha, e como parte da investigação, ele e seu local de trabalho foram revistados. Um mandado de prisão foi expedido por um juiz do Supremo Tribunal Federal em 27 de julho de 2023, informou o Ministério Público Federal.

“A investigação foi conduzida em estreita cooperação com o Serviço Federal de Contra-espionagem Militar e o Escritório Federal de Proteção à Constituição”, disse o procurador federal.

O homem foi levado perante o juiz de instrução do Supremo Tribunal Federal na quarta-feira. O juiz ordenou que ele fosse preso, disse o Ministério Público Federal.

O Escritório Federal de Equipamentos, Tecnologia da Informação e Suporte em Serviço da Bundeswehr tem quase 12.000 pessoas trabalhando para ele, incluindo 18.000 soldados, segundo a Reuters.

Em dezembro, um cidadão alemão que trabalhava para o serviço de inteligência estrangeiro do país foi preso sob a acusação de espionagem para a Rússia.

Isso ocorre após uma expulsão em larga escala de diplomatas russos, muitos dos quais se acredita estarem agindo como espiões, de países europeus no ano passado após a invasão da Ucrânia pela Rússia.